Aposentado abre negócio próprio de assistência técnica para ajudar filho

Aos 60 anos, Claudio Konno faz curso da Premium Phone e tem investimento recuperado já no primeiro mês

Créditos: Claudio Konno

A chegada dos smartphones foi uma novidade impactante nas gerações mais antigas, mas nem todos tiveram dificuldade em se acostumar com a inovação. Há, inclusive, quem encontrou seu lugar no mercado de assistência técnica, como é o caso de Claudio Konno. Aos 60 anos e aposentado, ele decidiu, na contramão de muitos de sua faixa etária, mergulhar no universo mobile com um curso de manutenção de celulares.

Há um ano e meio sem ocupação, Konno percebeu a alta demanda por assistência técnica na loja de acessórios para smartphones do filho, localizada em Guarulhos, razão pela qual aderiu ao curso básico da Premium Phone (www.premiumphone.com.br), visando incluir o serviço no portfólio do negócio. “Sempre apareciam clientes perguntando se também realizávamos consertos. Oferecendo mais essa opção, poderíamos faturar muito mais”, conta.

O investimento na capacitação não demorou a voltar: 15 dias depois do término das aulas, em agosto de 2017, o aposentado conseguiu quitar o curso e ainda adquirir equipamentos para a loja. Seguindo o exemplo do pai, Claudio Del também fez o curso e, hoje, a dupla conserta, em média, oito celulares por dia.

Para Konno, que anteriormente vendia conexões hidráulicas e equipamentos de segurança, encontrar-se no segmento de assistência técnica foi uma forma de renascer profissionalmente. “É um ramo promissor e tem espaço para pessoas de qualquer idade. Em vez de não ter nenhuma ocupação, resolvi realizar um serviço que exercita a cabeça e não exige esforço físico – o que poderia de ser um entrave para pessoas mais velhas. Recomendaria para qualquer aposentado!”.

Conserto em 17 minutos

O curso de manutenção básica para iPhone e Android da Premium Phone tem duração de 40 horas, com cinco módulos diferentes e investimento de R$ 2.180. O treinamento é focado em alta performance, para que o aluno aprenda a fazer o conserto em, no máximo, 17 minutos. Ainda, com o suporte pós-curso, ele pode levar até 25 aparelhos de sua própria carteira de clientes para consertar na escola com o acompanhamento dos professores.

“Reforçar a parte prática logo em seguida é importantíssimo para consolidar o conhecimento e aperfeiçoar cada vez mais a técnica”, afirma Cláudio Konno. Ele também enfatiza as aulas de capacitação ao mercado, que deram orientações sobre a escolha do ponto comercial, uso do orçamento, impulsionamento da visibilidade, entre outras questões decisivas para um negócio.

A Premium já formou 1.300 técnicos desde que começou a operar, em 2017, e a expectativa é dobrar esse número até o final de 2018. Atenta às necessidades dos consumidores e no desenvolvimento das habilidades dos profissionais, também estão desenvolvendo os cursos de alta performance em iPhone e o avançado de reparo em placa.

Sobre a Premium Phone
Escola que oferece cursos de manutenção de smartphones. Entre os principais diferenciais estão a aplicação do treinamento de alta performance e o suporte pós-curso. Foi fundada em 2017 por Jefferson Martins, Andrews de Oliveira e Marcelo Guedes. www.premiumphone.com.br.